Trending

A LEGISLAÇÃO ELEITORAL É UM VERDADEIRO PUXA ENCOLHE

 

Nas últimas 72 horas aconteceram fatos que deixa tonto qualquer pessoa que não tenha uma certa noção do jogo politíco.

Depois que o Congresso do Nacional aprovou lei que restringe mais de uma candidatura para o senado da república por um sistema partidário.

A coisa ficou preta para o deputado Rafael Mota, que pegou o bonde andando e se jogou de cabeça na sua campanha para a senatória no momento em que apenas uma vaga está sendo disputado por Estado.

Abriu mão de suas bases da reeleição de deputado federal.

A mídia anunciou de que ele, estaria impedido de concorrer ao senado - isto é correu o risco de perder a burra e o chocalho.

Todos  sabem que apesar de se tornar mais simpático popularmente, seu nome foi descartado pela cúpula do Governo Fátima Bezerra.

Apenas uma minoria de aliados, defende o seu nome. 

A maioria fica com o candidato da governadora Fátima Bezerra, ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves e pelos vacilos cometidos, não sabemos se é Lulista ou Cirista. 

Há 4 anos atrás valeu-se de Bolsonaro para ter palanque no segundo turno combatendo a aliada de hoje.

Todavia, o filho de Ricardo Mota, insiste em dizer que permanece candidato a senador - alega o principio da autonomia partidária.

Como tem respaldo dentro do PSB que banca sua aventura, pode até vencer mais esta barreira colocada em suas pretensões! 

A verdade é que legislação é um verdadeiro puxa encolhe.

A sua complexidade exige aprofundamento da questão e neste aspecto, cravo a coluna do meio.

Não tenho certeza se ele será ou não!

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads
header ads
header ads