Trending

QUEM SERÁ O SENADOR DE FÁTIMA BEZERRA, CARLOS EDUARDO OU RAFAEL MOTA?




A politica é dinâmica e anti-ética ao mesmo tempo, tem atitudes que confundem mais do que explicam e neste diapasão de encontros e desencontros, duas candidaturas para o senado estão
 incluída no entendimento com o PT da governadora Fátima Bezerra e que aguarda a conclusão dos processos internos no petismo...
" As contrariedades representam muitas vezes o álibi que nos inquieta a consciência."

Achando pouco os traumas, dilemas e brigas intestinais, que tem causado internamente na candidatura da governadora Fátima Bezerra (PT), que resolveu blefar com o anúncio do inchaço da sua chapa com a familia Alves no seu palanque. A tramoia ou celeuma ganhou uma dosagem mais forte, depois que a cúpula do PSB do presidente nacional Carlos Siqueira autorizou o diretório do RN, incluir o nome de Rafael Mota aos "Institutos de Pesquisas" contratados pelo sistema governista com a candidatura do parlamentar potiguar à senador da república.

O caldeirão ferveu a 360 graus, depois desta foto circular na grande imprensa, com o filho do ex- deputado Ricardo Mota, ladeado de Carlos Siqueira e do ex-presidiário Lula da Silva, pré candidato a presidente da república com o vice Geraldo Alckmin, indicado pela sigla socialista.
Pelo visto a chaminé do circo governista estadual, está jogando fumaça, vindo das chamas incendiárias, queimando o nome de Carlos Eduardo.

Em quanto isso corre como rastilhos de polvora que Carlos Eduardo lançará sua candidatura ao Senado com as benção de Luiz inacio Lula da Silva PT.

Pois Bem:
O ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves, do PDT rompeu o silêncio e disse em entrevista à agência de reportagem.  que “A minha candidatura ao Senado e a da governadora Fátima Bezerra (PT) à reeleição estão consolidadas na aliança PT e PDT, já formalizada desde o final de janeiro deste ano”,

Alves acrescentou ainda que
“A sua pré-candidatura já tem o apoio do PV e do PC do B, partidos da aliança e que inclusive formam federação com PT e ainda o apoio do MDB que deu apoio completo às candidaturas minha e de Fátima”.

Já o seu adversario concorrendo ao mesmo cargo o ex-ministro Rogerio Marinho falou que Carlos Eduardo é um oportunista",  Marinho acresentou que nos bastidores, é crescente a insatisfação dos petistas com a escolha de Carlos Eduardo para disputar o Senado na chapa da governadora Fátima Bezerra (PT). Disse ainda que;
Em 2018, o ex-prefeito votou em Bolsonaro para presidente. Ainda sobre Carlos Eduardo, Rogério disse que quem tem a oportunidade de conhecer o pedetista, "fica do outro lado". 'Desconheço o grupo político dele. 
Dos 5 vereadores que tinha no PDT, saíram 4. E quem ficou não se sabe se vota nele ainda. A medida que se conhece Carlos Eduardo, as pessoas se afastam", completou. Rogério Marinho.

Em entrevista o secretário chefe da casa civil Raimundo Alves botou um balde de água fria nas preensões desmentindo a retirada de Carlos Eduardo para a disputa  ao senado na chapa majoritaria com o governo Fátima Bezerra Raimundo falou que a candidatura de Mota não tem ressonância positiva dentro da cúpula nacional do PT.
O PSB já está bem contemplado com a indicação do vice de Lula.

Aqui no Rio Grande do Norte o prego está batido e a ponta está virada a chapa fechada é Fátima, Walter e Carlos Eduardo. Quem tiver com esse esperneio, vai nadar e morrer no seco.
Para apimentar sua fala Raimundo chamou os manifestantes pró Rafael Mota de mentirosos.

DO BLOG:
Acreditamos que é melhor manter um otimismo sem promessas enganosas. Com o passar do tempo, quase todos se esqueceram das velhas polêmicas e passaram a se orgulharem dos acordos realizados. ENTRE O MANDO E OS DESMANDOS
Continuando a ser repudiado esse acordo entre PT/MDB/PDT E PSB e outros partidos, que no desempenho dessa armação, encontra-se uma teoria injustificável e que poderia dar lugar a uma madura reflexão.
Entre os mandos e os desmandos, haveremos de reaver as forças de conjunção e o ideário dos pré candidatos ao Senado Federal Carlos Eduardo ou Rafael Mota predestinado a viver em harmonia com as oposições, e, hoje mancomunados com os ideais petistas. Sabemos que desde a Grécia antiga, os valores democráticos, as lealdades e as estruturas políticas e tradicionais sempre vacilaram.

Mas na ótica do bem comum, essas formas de agir, está completamente fora dos ideais democráticos. Na contra mão desse acordo Carlos Eduardo, sem grupos e redutos, quanto ao ex deputado federal Henrique Eduardo, que está a oito anos no isolamento, precisando de bases que já não tem mais para disputar uma vaga na Câmara dos deputados. O jogo é duro: o PCdoB, comandando um movimento para fritar o nome do deputado Walter Alves como vice na chapa da reeleição da Governadora Fátima Bezerra.
Já o PSB, quer o nome de Rafael Mota como pré candidato ao Senado Federal. E Henrique Eduardo torcendo para que isto aconteça. Pois assim tornar-se-a herdeiro dos votos do filho de Ricardo Mota, caso isto não aconteça, mais quatro anos de castigo para o herdeiro de Aluísio Alves.

O que resta no momento são seguimentos e o movimento entre aliados da governadora Fátima Bezerra, para substituir o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves pelo deputado Rafael Motta, na disputa pela única vaga do Senado.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads
header ads
header ads