Trending

MOMENTO DE REFLEXÃO: AO APONTAR O DEDO, FICAMOS EM DESVANTAGEM, POIS TRÊS DEDOS SE VOLTAM PARA NÓS


Quem muito julga, muito esconde. Quem muito condena, quer tirar de foco seus erros e apontar o dedo para os erros dos outros. A quantidade de pedras que você tem na mão, é proporcional ao tamanho da máscara que você usa.

Ao apontar o dedo, ficamos em desvantagem, pois três dedos se voltam para nós e o outro mostra a queda que podemos sofrer.

Quem as pessoas pensam que são para apontar o dedo para alguém e dizer que eles não são capazes de realizar algo?
Você não precisa provar nada pra ninguém, a não ser pra si mesmo, não é a opinião dos outros que faz de você o que você é, você não precisa da crença dos outros para acreditar em si mesmo, você só precisa entender que você é melhor do que você é capaz de imaginar. Entenda, jamais permita que pessoas de fora possam mudar o que há dentro de você, jamais permita que pessoas negativas tirem o que há de positivo em você.

Entenda que haverão períodos de lutas nos quais você não saberá o que fazer, haverão tempo de medo e desespero, aprenda que o medo pode ser seu amigo, entenda que você pode usar todo esse medo ao seu favor, você tem medo do fracasso?

Parte do fracasso é o segredo para o sucesso, o fracasso faz parte do processo de realização. Não deixe que a suas falhas o mandem para baixo, levanta-te por cada vez que cair, limpe-se, tome nota da lição e continue tentando. Tente olhar pelo lado positivo, sempre haverá um lado positivo.

Não permita que pessoas que não somam em nada na sua vida diminuam aquilo que já existe em ti, não deixe as pessoas decidirem seu futuro por você, ninguém precisa acreditar em você, só você precisa acreditar, não permita que as pessoas ditem regras para sua vida, crie seus próprios princípios, crie seus próprio valores, esqueça o mundo e pense que o mundo é você. Lute, persista, caia, levante-se, mas jamais desista.

Apontar o dedo e julgar os outros é fácil. Olhe para você e se julgue com o mesmo rigor que julgas o próximo. Consegue listar todas suas virtudes e forças?
Consegue classificar todos seus erros e defeitos?
E ainda, consegue te aconselhar nos pontos que precisa melhorar?

Faça este exercício antes de olhar as falhas alheias e então terás uma visão ampliada com mais empatia e reciprocidade.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads
header ads
header ads