Trending

MISTÉRIO: CORPO ACHADO EM VELEIRO EM NATAL AINDA NÃO FOI IDENTIFICADO

 

Foto: Vinícius Marinho

O corpo de um homem encontrado no último sábado (7) em veleiro à deriva, cerca de 26 quilômetros da costa de Natal, ainda não foi oficialmente identificado pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia. A causa da morte também não foi determinada.

Segundo o ITEP, documentos pessoais de um um homem de nacionalidade italiana foram encontrados no local. O corpo pode ser de Stéfano Magnani, 52 anos, mas para comprovar a informação é preciso DNA de algum familiar. Rino Bordogna, representante consular da Itália em Natal, confirmou que, pelo avançado estado de decomposição, um reconhecimento facial não foi possível.

De acordo com a documentação encontrada, Stéfano Magnani é natural da cidade de Bellaria-Igea Marina, região da Emília-Romanha e província de Rimini. Atualmente, o local conta com cerca de 15.199 habitantes. O homem trabalha como motorista, tem cabelo e olhos castanhos e 1,83m de estatura.

“Quem está fazendo essa busca na Itália é o Consulado de Recife”, diz Rino. “É importante encontrar familiares para que uma amostra de DNA possa ser colhida e comparar no ITEP. Dessa forma, vamos saber com 100% de certeza se o morto é mesmo dono dos documentos encontrados”.

Foram encontrados no veleiro: um passaporte (vencido); um diário; documentos do barco; cartas náuticas; notas fiscais de serviços de reparos do barco e um GPS.

Tribuna do Norte

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads
header ads
header ads